Arquivo do autor:Leonardo Miranda

Sobre Leonardo Miranda

Professor de geografia, graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais, mestre em geografia humana na mesma instituição. Professor de cursos preparatórios, Enem, concursos em geral.

28
jan

Bennu, o ‘asteroide da morte’ que a Nasa quer estudar

A Nasaa vai lançar em setembro uma sonda para estudar o asteroide Bennu Fonte: NASA

A Nasaa vai lançar em setembro uma sonda para estudar o asteroide Bennu
Fonte: NASA

Os cientistas o conhecem desde 1999 e temem que um dia ele possa se chocar contra a Terra.

Trata-se do asteroide Bennu, que a agência espacial dos Estados Unidos (Nasa) está disposta a estudar. Continue lendo

28
jan

Suécia fica sem lixo devido a eficiência da reciclagem

Lixo

A Suécia está na liderança na gestão de resíduos sólidos urbanos, e dá exemplo ao resto do mundo.

O país nórdico recicla 1,5 bilhão de garrafas e latas anualmente, uma quantidade impressionante para uma população de 9,3 milhões de pessoas. Os suecos produzem apenas 461 kg de lixo por ano (a média europeia é de 525 kg), e menos de 1% dessa quantidade acaba em aterros sanitários.

Continue lendo

28
jan

O que é o imenso ‘buraco’ que a Nasa encontrou no Sol

O tamanho do buraco coronal é 'substancial', afirma a agência espacial americana Foto: Laboratório de Dinâmica Solar da Nasa

O tamanho do buraco coronal é ‘substancial’, afirma a agência espacial americana
Foto: Laboratório de Dinâmica Solar da Nasa

Normalmente, as ocorrências termofísicas do Sol e suas consequências são de uma magnitude que intriga e confunde cientistas. E o que está acontecendo atualmente não tem sido diferente e tem desafiado a compreensão de especialistas.

Correntes de vento solar – partículas carregadas expulsas da atmosfera solar – que podem chegar a uma velocidade de 400 km por segundo, o equivalente a 1,5 milhão de km por hora, têm ocorrido em velocidades duas vezes maiores.

Continue lendo

28
jan

Hang Son Doong, A Maior Caverna Do Mundo

Caverna

Descoberta em 1991 por um habitante local, a caverna só foi visitada em 2009.

Um grupo de exploradores desceu e encontrou um mundo perdido e incrível. Com uma extensão de quase nove quilómetros, Hang Son Doong tem sua própria floresta e um rio. A monstruosidade deste espaço é impressionante e foram necessárias várias expedições para cobrir toda a área.
Agora, Ryan Deboodt, um famoso fotógrafo, capturou com um drone imagens fantásticas deste local. A imensidão da caverna, onde cabia um quarteirão de arranha-céus de quarenta andares, leva-nos a um novo mundo, saído do mais fantástico dos livros.

Continue lendo