Arquivo do autor:Mundo Geográfico

Sobre Mundo Geográfico

Site do Professor Leonardo Miranda | Tudo sobre Geografia

29
maio

25/09 Hoje é Dia do Geógrafo – Temos um presente para você!

 

Geógrafos e Geógrafas, hoje é um dia especial. É o nosso dia. Dia de celebrar essa profissão tão importante e tão negligenciada.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
A causa da geografia é o que nos une. E hoje, estamos aproveitando a data para divulgar nosso primeiro podcast o #GeoCast. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🌎São temas da atualidade com olhar da Geografia. Uma oportunidade de unir vozes em torno da nossa área.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🎯Projeto do professor Adriano [@adrianoliziero@geografiavisual e Léo [ @LeoMirandaGeo@MundoGeográfico ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🎼Serão áudios de aproximadamente 2 minutos, para você ouvir e distribuir para amigos e alunos. Legal,né? ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🎧Ouça abaixo.

Salve o link – https://soundcloud.com/geocastbrasil

 

21
maio

Avião com 114 pessoas a bordo cai em Havana; há 3 sobreviventes

Um avião alugado pela Cubana de Aviación com 114 pessoas a bordo e tripulação estrangeira caiu nesta sexta-feira (18) nas imediações do aeroporto internacional de Havana. Apenas três pessoas sobreviveram, informaram fontes oficiais.

O Boeing 737 caiu momentos depois da decolagem em Havana, capital de Cuba, com 114 pessoas a bordo entre passageiros (incluindo um bebê e quatro crianças) e tripulantes, todos de nacionalidade estrangeira.

Nas imediações do aeroporto José Martí observava-se uma intensa coluna de fumaça e várias dotações de bombeiros, polícia e assistência médica. O avião iniciava um voo doméstico para Holguín. Ao que indica, a bordo seguiam 105 passageiros e 9 membros da tripulação.

Segundo a CubaTV, o Boeing 737 foi alugado pela companhia aérea cubana de aviação da Blune Panorama Airlines, e caiu em uma área agrícola perto do aeroporto. Continue lendo

10
maio

Fissura gigante “rasga” a Nova Zelândia

A paisagem da Nova Zelândia é conhecida por nos tirar o fôlego, mas pelo visto não fica por aí. Uma gigantesca fissura está agora “rasgando” essa paisagem.

Uma fissura com mais de 200 metros de comprimento e 20 metros de profundidade – o suficiente para engolir um prédio de seis andares – se formou do dia para a noite e mudou radicalmente o dia a dia de uma fazenda nas proximidades de Rotorua, no norte do país. Continue lendo