Arquivos da categoria: Mundo Geográfico

28
mar

Placas tectônicas podem se mover 20 vezes mais rápido do que se pensava

Pesquisa mostra que quando atingem seu potencial máximo, as placas se movem tão rápido quanto as nossas unhas crescem

(FOTO: REPRODUÇÃO/SASCHA BRUNE)

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Sydney, na Austrália, mostra que as placas tectônicas podem se mover 20 vezes mais rápido do que se acreditava até então.

Continue lendo

13
mar

Chéquia é a nova designação oficial da República Checa

A Organização das Nações Unidas oficializou a mudança do nome alternativo da República Checa para Chéquia. A confirmar-se a sua permanência na Eurovisão, o país deve subir ao palco da próxima edição com a nova designação.

Na imagem, a capital Praga (República Checa)

Na imagem, a capital Praga (República Checa)

Depois do projeto de lei ter sido aprovado no parlamento checo, cuja notícia pode recordar AQUI, a Organização das Nações Unidas (ONU) oficializou, durante o dia de ontem, o novo nome oficial da República Checa: Chéquia. Segundo os responsáveis da iniciativa, a mudança deve-se à dificuldade de introduzir o nome do país em etiquetas, rótulos e camisolas de desporto, entre outros.
Miloš Zeman, presidente do país, e Bohuslav Sobotka, primeiro-ministro checo, declaram, num comunicado conjunto com outras entidades, que “recomenda-se o uso da palavra única Chéquia em línguas estrangeiras a menos que seja necessário usar o nome oficial do país: República Checa.

Continue lendo

19
dez

Embaixador russo é assassinado em exposição de arte na Turquia

Um atirador matou o embaixador da Rússia na Turquia, Andrei Karlov, em um ataque supostamente contra o envolvimento russo na guerra da Síria.

Segundo relatos, várias outras pessoas teriam sido feridas no ataque, realizado um dia depois de protestos na Turquia contra a intervenção militar russa em território sírio.

De acordo com a televisão russa, o embaixador participava de uma exposição de arte chamada “Russia as seen by Turks” – “Rússia na visão dos turcos”, em tradução literal.

O atirador teria sido “neutralizado” pela polícia, segundo a mídia local, que não deu mais detalhes sobre o que isso significaria. Continue lendo

07
nov

Chineses criam painel solar que gera energia a partir da chuva também

A placa é capaz de aproveitar os raios do sol e os pingos de chuva, tornando-se eficiente em qualquer condição.

Selective focus macro detail of dew or rain drops on solar panel texture in the morning.

Selective focus macro detail of dew or rain drops on solar panel texture in the morning.

A energia solar é uma das grandes soluções e apostas globais para a produção de eletricidade com baixo impacto ambiental, seja em larga ou em pequena escala. No entanto, ela ainda enfrenta alguns entraves. O mais comum é a baixa produção em dias nublados ou chuvosos, mas, uma tecnologia pode mudar este cenário.

Um grupo de cientistas chineses, liderados por Qunweu Tang, Xiaopeng Wang, Peishi Yang e Benlin He, desenvolveu uma placa fotovoltaica que é capaz de produzir energia a partir dos raios solares e também pelas gotas de chuva, sendo eficiente independente das condições climáticas.

O sistema funciona graças a uma camada de grafeno incorporada à superfície das placas. O material é usado para revestir as células solares, mas também é um excelente condutor de eletricidade. Segundo o material publicado pelos cientistas, tudo o que é preciso para criar a tecnologia é uma mera camada de grafeno de um átomo de espessura, para que uma quantidade enorme de elétrons possa se mover pela superfície.

Quando a água está presente neste processo, o grafeno liga seus elétrons com íons carregados positivamente, o que é conhecido entre os cientistas como interação ácido-base de Lewis.

O sal contido na chuva se separa em íons, tornando grafeno e água uma ótima combinação para a produção de energia. A água realmente adere ao grafeno, formando uma camada dupla com os elétrons de grafeno. A diferença entre as camadas é tão forte, que gera energia.

Estas células solares podem ser estimuladas pela luz incidente em dias ensolarados e por pingos de chuva nos dias chuvosos, atingindo uma eficiência de conversão de energia ideal de 6,53% sob 1,5 de espessura de radiação, junto a uma tensão de centenas de mV por pingos de chuvas.

Clique aqui para acessar o estudo completo.

Crédito: Redação CicloVivo