Arquivos da categoria: Notícias

21
ago

Queimadas na Região Amazônica e a escuridão em SP – Qual a relação?

Foto: Alex Silva/Estadão Conteúdo. São Paulo, às 16h 19/08/2019

Além da frente fria, a escuridão que chegou no dia 19/08/2019 no meio da tarde em SP, também é causada pela fumaça de queimadas na região amazônica, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Reprodução via Twitter

“O material particulado, oriundo da fumaça produzida por esses incêndios silvestres de grande porte que estão acontecendo na Bolívia, conjugado com o ar frio e úmido que está no litoral de São Paulo, causou a escuridão”, diz Franco Vilela, meteorologista do Inmet.

12
jul

Terremotos ocultos sacodem a Antártida e não percebemos

Em meados de 1982, um grupo de cientistas confirmou o primeiro terremoto na Antártida, mas não seria o último. Centenas de tremores ocultos podem estar enterrados sob o gelo da Antártida, aponta um novo estudo.

Com o passar das décadas, os pesquisadores detectam mais oito eventos sísmicos na Antártida Oriental. E lá, um inferno: os sensores captaram 27 terremotos só em 2009, triplicando o número total de eventos sísmicos registrado em apenas um ano.

Mas não foi a catástrofe planetária ou a ira divina por trás dos tremores de terra nunca antes registrados por aquelas bandas – foi apenas o método científico em ação.

12
jun

‘Mundo verá grandes mudanças’: o que se sabe sobre o resultado da histórica cúpula entre Trump e Kim Jong-un

Após quase cinco horas de um encontro histórico nesta terça-feira, em Cingapura, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, assinaram um documento em que a Coreia do Norte se compromete a trabalhar para a sua desnuclearização e em que sinalizam o desenvolvimento de “novas relações” entre os países – um passo avaliado como “desenvolvimento sem precedentes” depois de um ano marcado por hostilidade e troca de ameaças entre as partes.

10
maio

Fissura gigante “rasga” a Nova Zelândia

A paisagem da Nova Zelândia é conhecida por nos tirar o fôlego, mas pelo visto não fica por aí. Uma gigantesca fissura está agora “rasgando” essa paisagem.

Uma fissura com mais de 200 metros de comprimento e 20 metros de profundidade – o suficiente para engolir um prédio de seis andares – se formou do dia para a noite e mudou radicalmente o dia a dia de uma fazenda nas proximidades de Rotorua, no norte do país.