05
jul

Google Maps e Google Earth usam satélite da NASA; VEJA

O Google incrementou seu serviço de mapas Google Maps e Google Earth com imagens mais nítidas capturadas pelo satélite Landsat 8, da NASA.

brasilia

Reprodução/Barbara Mannara

A novidade foi anunciada pela gigante das buscas, e pode ser acessada no recurso de “visualização por satélite”. O destaque fica nas fotos selecionadas que não têm interferências de nuvens na paisagem, o que deixa o mapeamento com cores mais vivas e com melhor qualidade. Esses registros mais avançados mostram cidades em todo o mundo, inclusive no Brasil.

A principal vantagem do satélite Landsat 8, quando o assunto é imagem, é a sua captura com grande detalhamento e cores mais reais, bem superior ao seu modelo anterior, o satélite Landsat 7.

Além disso, com a integração das novas fotos aos serviços de mapas do Google, o internauta pode visualizar um panorama mais atualizado, de forma gratuita. Os registros já estão disponíveis para qualquer usuário do Google Earth ou Google Maps esteja no celular ou no computador.

2016-06-30

Imagem: Divulgação/ Google

Dessa forma é possível contrastar mais detalhes, mesmo em uma boa altitude, distinguindo construções, trajetos de rios, espaços arborizados, cobertos de gelo e mais pontos geoespaciais.

Esse processo é o mesmo utilizado por cientistas para fazer rastreio geográfico ao redor do mundo, como verificar os níveis de desmatamento e monitorar a superfície aquática. Dentre algumas das regiões adicionadas com as novas imagens está Brasília, no Brasil, Nova York, nos Estados Unidos, os Alpes Suíços e o Alaska.

screen_shot_2016-06-17_at_12.41.39_pm

(Foto: Divulgação/Google)

Para oferecer toda essa qualidade, o Google analisa as fotos enviadas pelo satélite, em uma quantidade que chega à Petabytes, medida que equivale à mais de 1 milhão de Gigabytes. São mais de 700 trilhões de pixels individuais para escolher o melhor resultado, sem a interferência de nuvens.

screen_shot_2016-06-17_at_3.34.55_pm

O Landsat 8 está na órbita da terra desde 2013 e integra o mais recente equipamento do “Landset Program”, comandado pela NASA (National Aeronautics and Space Administration) e a USGS (United States Geological Survey) ambas integradas ao Governo dos Estados Unidos.

screen_shot_2016-06-17_at_2.20.30_pm

(Foto: Divulgação/Google)

 

 

Deixe uma resposta