Arquivos da categoria: Mundo Geográfico

19
jun

A perda de ecossistemas naturais é uma das maiores causas de emissões de gases-estufa no mundo

A perda de ecossistemas naturais é uma das maiores causas de emissões de gases-estufa no mundo, contribuindo mais para as mudanças climáticas do que todos os carros, aviões e navios do planeta juntos. Porém, muito menos conhecidos são os efeitos da degradação de áreas que ainda são ocupadas por sua vegetação natural. Descobertas recentes mostram que essa degradação pode gerar enormes emissões de carbono até então despercebidas tanto pelo governo quanto pela comunidade científica. É uma destruição que ninguém vê.

desmatamento

14
jun

E se você descobrisse sua origem através do seu DNA, qual seria sua reação?

DNA

A empresa de viagens momondo criou um concurso cultural que vai mexer com as raízes das pessoas através do DNA e promete revolucionar nossa forma de olhar o outro. A promoção se chama:

WIN YOUR DNA JOURNEY – Ganhe sua viagem DNA

EXPLORE A SUA DIVERSIDADE E DESCUBRA COMO VOCÊ ESTÁ CONECTADO AO RESTO DO MUNDO. Parece que o projeto consiste basicamente em convidar pessoas de alguns lugares do mundo para descobrir suas origens.

08
jun

6 fotos de satélites que parecem obras de arte

Veja as fotos da coleção “Earth as Art” que mostra ângulos incríveis do nosso planeta!

FOTOS

AS DUNAS DO SAHARA EM TANEZROUFT BASI, NA ALGERIA (FOTO: USGS / NASA)

As fotos foram registradas pelo satélite Landsat 8, uma parceria entre o USGS e a NASA, que está passeando a 640 quilômetros acima da Terra há três anos. Mais do que verdadeiras obras de arte (que inclusive podem ser compradas), as imagens são bastante úteis no âmbito científico, pois quer registrar o quanto a humanidade está transformando e mudando a natureza ao seu redor. O resultado é fantástico.

Pela quarta vez, oU.S. Geological Survey (USGS) lançou uma coleção de fotos incríveis tiradas por satélites da Terra. Apesar de parecerem saídas de um museu de arte contemporânea, essas imagens retratam paisagens inóspitas ou ângulos inimagináveis do nosso pálido ponto azul.