05
maio

Brasil perde 20% de seus mangues em 15 anos, mas Mata Atlântica começa a regenerar

O crescimento de florestas secundárias na Mata Atlântica está longe de significar que o bioma esteja salvo.

O maior esforço já feito de mapeamento da cobertura vegetal do Brasil traz algumas más notícias: em apenas 15 anos, entre 2001 e 2015, o país perdeu 20% de sua área de manguezais, em parte destruídos pela expansão urbana. O Pantanal, bioma brasileiro mais preservado, assiste a uma conversão da vegetação natural, onde o uso de pastagens naturais é alterado para pastagens plantadas com vegetação exótica – 13% área (incluindo gramíneas e florestas) virou pasto no mesmo período. E o Cerrado teve perdas proporcionalmente três vezes mais elevadas do que a Amazônia. Mas há também esperanças: a quase extinta Mata Atlântica passa por um renascimento, tendo ganho 2,5 milhões de hectares (o equivalente a quase uma Bélgica) neste século. Continue lendo

05
maio

Planeta ultrapassa marca de 410 ppm de CO2 na atmosfera

Com 410 partes por milhão (ppm) o nível de concentração de dióxido de carbono é o mais alto em milhões de anos.

Por ONE2030

O Observatório Mauna Loa, situado em uma das ilhas do Havaí, registrou que o dióxido de carbono na atmosfera terrestre alcançou um índice maior que 410 partes por milhão (ppm) na semana passada. Segundo cientistas, já se passaram milhões de anos desde que o planeta atingiu números parecidos. Segundo eles, esta será uma nova atmosfera que a humanidade terá que lidar, cada vez mais quente.

Ppm é a medida de concentração usada quando as soluções são muito diluídas. Dizer que atingirmos 410 ppm de CO2 significa que em cada milhão de moléculas de ar no planeta há 410 do principal gás de efeito estufa. Continue lendo

05
maio

Ibama multa concessionária de Belo Monte em mais de R$ 7,5 milhões

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) autuou mais uma vez a Norte Energia, empresa responsável pela construção e operação da Hidrelétrica Belo Monte, no Rio Xingu (PA), pelo descumprimento de condicionantes obrigatórias para o funcionameno da usina.

Uma das multas, de R$ 7,5 milhões, foi aplicada porque, segundo o Ibama, a empresa “intencionalmente” não cumpriu a condicionante para Licença de Operação que determinava a realização de ligações domiciliares à rede de esgoto da área urbana de Altamira (PA) até 30 de setembro de 2016. Outras cinco autuações somadas, determinam o pagamento de cerca de R$ 810 mil por dia até que as exigências feitas pelo Ibama sejam cumpridas. Continue lendo

05
maio

Centenas de bilhões de lixo plástico estão indo parar no Ártico

Segundo novo estudo, o continente funciona como um “beco sem saída” para o plástico flutuante do oceano

 

Por ONE2030

Apesar de pouco povoada, a região do Ártico enfrenta uma onda de infortúnios induzidos pelos humanos ultimamente. Além de estar sendo remodelado devido ao aquecimento do planeta, ele agora também está cheio de lixo plástico.

O lixo plástico é uma ameaça crescente para os oceanos ao redor do planeta. De acordo com um novo estudo, o Ártico não só compartilha esse problema global, mas também funciona como um “beco sem saída” para detritos flutuantes marinhos à deriva pelo Atlântico Norte. Continue lendo