05
Maio

Brasil perde 20% de seus mangues em 15 anos, mas Mata Atlântica começa a regenerar

O crescimento de florestas secundárias na Mata Atlântica está longe de significar que o bioma esteja salvo.

O maior esforço já feito de mapeamento da cobertura vegetal do Brasil traz algumas más notícias: em apenas 15 anos, entre 2001 e 2015, o país perdeu 20% de sua área de manguezais, em parte destruídos pela expansão urbana. O Pantanal, bioma brasileiro mais preservado, assiste a uma conversão da vegetação natural, onde o uso de pastagens naturais é alterado para pastagens plantadas com vegetação exótica – 13% área (incluindo gramíneas e florestas) virou pasto no mesmo período. E o Cerrado teve perdas proporcionalmente três vezes mais elevadas do que a Amazônia. Mas há também esperanças: a quase extinta Mata Atlântica passa por um renascimento, tendo ganho 2,5 milhões de hectares (o equivalente a quase uma Bélgica) neste século.