24
fev

Pessoas se equilibram em rede à centenas de pés acima do solo, verdade ou fake?

Créditos da imagem: Giordano Garosio

Esta semana fizemos uma enquete no instagram: @mgeografico perguntando se a imagem abaixo era fake ou verdadeira:

A MAIORIA DAS PESSOAS ACHARAM QUE A FOTO É FAKE

A imagem foi postada em um grupo e ao que tudo indica é VERDADEIRA e foi tirada num festival que promove o equilíbrio nas alturas e o descanso.

Créditos da imagem: Balaz Mohai

Os participantes se chamam de “slackers” – por causa dos slacklines em que se equilibram. Este esporte extremo é um tanto parecido com a caminhada na corda, mas o slackline é diferente de uma corda tradicional – tem uma forma ligeiramente achatada e relaxada, o que significa que ela pode se mover de lado a lado ou saltar.

 

Créditos da imagem: Sebastian Wahlhuetter

O festival acontece todos os anos em um dos lugares mais bonitos da Itália – os Dolomitas. Este lugar também tem um significado histórico, sendo um dos mais sangrentos campos de batalha na Primeira Guerra Mundial. Foram mortos 15 mil soldados, a maioria dos quais eram jovens.

Créditos da imagem: Sebastian Wahlhuetter

“Descobrimos essa montanha como um lugar perfeito para a construção e queria estimular este local histórico de uma maneira diferente e nova. Durante a guerra, os soldados da nossa idade se mataram e a tristeza, o ódio e o medo ditaram sua vida diária … O som de granates e armas introduziu o inverno, mas apresentamos o inverno com felicidade, trabalho em equipe e uma grande paixão pelas montanhas. Esta reunião traz pessoas de alto nível e pessoas apaixonadas pela montanha de todo o mundo juntos “, organizam os organizadores no site do festival .

Créditos da imagem: Sebastian Wahlhuetter

Créditos da imagem: Sebastian Wahlhuetter

Além de praticar e competir no esporte extremo, os participantes também podem assistir filmes e apresentações, se encontrar com convidados especiais e participar de oficinas de yoga.

Créditos da imagem: Sebastian Wahlhuetter

Créditos da imagem: Sebastian Wahlhuetter

Créditos da imagem: Sebastian Wahlhuetter

Fonte: ZMescience

E aí, vai encarar?

 

Siga-nos nas nossas redes sociais:

instagram: @mgeografico

Facebook: fb.me/mgeografico

Youtube: http://bit.ly/MundoGeoYT

 

Deixe uma resposta